segunda-feira, 28 de novembro de 2016



Tornado público o resultado com os(as) candidatos(as) finalistas do PRÊMIO LITERÁRIO AUDIOVISUAL MARK WERTZ, sendo 2 (dois) por categoria. O Resultado Final será divulgado em dezembro com o nome do(a) vencedor(a) de cada categoria. Diante do número de inscritos e a qualidade das obras apresentadas, os organizadores divulgaram, também, a Relação de Menção Honrosa, em ordem classificatória, parabenizando os seus integrantes, que, mesmo sem estarem entre os 12 finalistas, possuem obras de grande qualidade, e que poderão assumir vaga, em caso de desclassificação, desistência ou renúncia de qualquer um(a) dos(as) 12 finalistas.


F I N A L I S T A S

CATEGORIA CONTO
ANTERO PINATELLI JR.
PATRÍCIA AMOREIRA

CATEGORIA ROMANCE
MIGUEL L PONTES
PAULA TWYKER

CATEGORIA POESIA
MIKAELA JOHNSSON
JOANA SOUZA

CATEGORIA NÃO-FICÇÃO
GORGONIO N. NETO
JOÃO P. ANDREOLLI NETO

CATEGORIA INFANTO-JUVENIL
JULIANA P. NOGUEIRA ZIKS
LAURA CASTILLO SENA

CATEGORIA FICÇÃO
CIBELE DIOGENES DIAS
WILLIE MACIEL


M E N Ç Õ E S   H O N R O S A S

CATEGORIA CONTO
UALACE CAMPOS
RENATA SOLTANOVITCH
BRUNO SCHWABENLAND RAMOS
LEDA NISHIJIMA
PAMELA POSSATTI
FERNANDA STANGE

CATEGORIA ROMANCE
JOBER ROCHA
LILY KLAWA
JULIA YUMARI FREITAS SUMIYOSHI
JAYME SANCHES FILHO
SOLEMAR SILVA OLIVEIRA
MARIA DO ROSARIO S DE SOUZA NETA

CATEGORIA POESIA
JUAN FRANCISCO CASTILLO
FRANCISCO JOSÉ PASSOS SOARES
CRISTIAN ANDRADE
MAISON MELOTTI
SIVANILSON DE ASSIS MEDEIROS

CATEGORIA NÃO-FICÇÃO
PETER CHRISTIAN FEDDERSEN
RAIMUNDO COLARES RIBEIRO
PLINIO GONZAGA
NATALIO HERMANO GOUVEIA NETO

CATEGORIA INFANTO-JUVENIL
IVNA CHEDIER MALULY GARACH
MARCOS MAGARINOS
TELMA DAMASCENO DA CUNHA
YONE COUTINHO
LOREANA VALENTINI

CATEGORIA FICÇÃO
ANDRE SOUTO
GIKA MENDONÇA (GISELLE BRANCO MENDONÇA)
EMILY DOS SANTOS AMITE
ANDREZA JUCÁ GUIMARÃES
LILIAN FARIAS




De acordo com o Dicionário Online de Português, menção honrosa é a distinção oferecida a pessoa ou obra dentro de um concurso, que não equivale aos prêmios principais, mas cujo mérito é considerado digno de menção (citação, registro) pelo júri do prêmio.

A MENÇÃO HONROSA distinguida ao livro CAPITAIS BRASILEIRAS: CIDADES MARAVILHOSAS, na CATEGORIA NÃO-FICÇÃO, deixou-me extremamente agradecido e feliz.


PARABÉNS A TODOS!!!

terça-feira, 16 de agosto de 2016

O CANTOR MAIS PREMIADO

COM O TROFÉU IMPRENSA

Pela passagem do 35.º aniversário do SBT / Raimundo Colares Ribeiro



Ao longo desses 35 anos de existência, comemorados em 19 de agosto de 2016, o Sistema Brasileiro de Televisão – SBT já realizou 34 edições do TROFÉU IMPRENSA, gravadas e transmitidas diretamente dos seus estúdios, em São Paulo (SP), sob o comando de Silvio Santos, o maior comunicador brasileiro.

Criado, em 1958, pelo jornalista Plácido Manaia Nunes, diretor da Revista São Paulo na TV, o TROFÉU IMPRENSA tem por objetivo maior premiar, anualmente, os maiores destaques da música e televisão brasileira. Sua primeira edição data de 1960, quando jornalistas dos principais veículos de comunicação da cidade se reuniram, no Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo, e elegeram, por meio de votação, os primeiros vencedores do prêmio, divulgados, posteriormente, nos jornais da época.

Em 1970, o jornalista Plácido Manaia Nunes cedeu os direitos do TROFÉU IMPRENSA ao empresário e apresentador Silvio Santos, que deu novo formato à premiação, instituindo, inclusive, o prêmio em formato de estatueta, similar ao Oscar, oferecido, anualmente, pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que tem notabilizado a excelência de profissionais da indústria cinematográfica mundial.

Silvio Santos em versão do Troféu Imprensa
Imagem/crédito: www.youtube.com


Categoria extremamente concorrida, com votação acompanhada com grande interesse pelo público em geral, a MÚSICA é, geralmente, contemplada com as modalidades “Melhor Cantor”, “Melhor Cantora” e “Melhor Música”. Em algumas edições foram também escolhidos o “Melhor Conjunto Musical”, o “Melhor Cantor, Cantora ou Dupla Sertaneja” e a “Melhor Música Sertaneja”.

A partir de 1982, ano em que o SBT começou a executar e transmitir o certame, até a edição mais recente, produzida neste ano de 2016, os premiados na modalidade “Melhor Cantor” estão na relação a seguir: Roberto Carlos, Ney Matogrosso, Djavan, Ritchie, Tim Maia, Cazuza, Beto Barbosa, José Augusto, Caetano Veloso, Gabriel – o Pensador, Jorge Aragão, Zeca Pagodinho, Seu Jorge, Daniel, Gustavo Lima e Luan Santana. Alguns deles distinguidos com mais de uma estatueta.

Em escolhas anteriores a de 1982, a láurea coube aos cantores Francisco Egydio, Silvio Caldas, Pery Ribeiro, Moacir Franco, Jair Rodrigues, Agnaldo Rayol, Wilson Simonal, Altemar Dutra, Chico Buarque, Gilberto Gil, Benito di Paula, Milton Nascimento e Roberto Carlos.

Vencedor em mais de duas dezenas de edições do TROFÉU IMPRENSA, o “rei” Roberto Carlos, na condição de “Melhor Cantor”, reinou absoluto nos anos de 1971, 1973, 1974, 1977, 1981, 1982, 1985, 1987, 1988, 1992, 1993, 1994, 1995, 1996, 1997, 1999, 2002, 2010, 2011, 2012, 2013 e 2014. Do mesmo modo, agora como intérprete da “Melhor Música”, recebeu a premiação em 1972 (Amada amante), 1973 (Por amor), 1974 (O show já terminou), 1975 (Proposta) e 2013 (Esse cara sou eu). Sem hesitação, todas as músicas destacaram-se como composições de grande sucesso, chegando ao topo das mais conceituadas paradas musicais.


Silvio Santos e Roberto Carlos
Imagem/crédito: www.sbtpedia.com.br


Atualmente, o TROFÉU IMPRENSA é reconhecido como o mais antigo, cobiçado e mais importante prêmio da televisão brasileira.

PARABÉNS, SBT!!!



domingo, 31 de julho de 2016

PARABÉNS, ALB 

  AMAZONAS!!!

Pela passagem do seu primeiro aniversário de 
fundação, em 1.º de agosto de 2016



Batei palmas, todos os povos; aclamai a DEUS com voz de triunfo. Porque o SENHOR Altíssimo é tremendo, e Rei grande sobre toda a terra.
Livro de Salmos 47, 1 e 2



Foi, sem dúvida, um início difícil, angustiante, desesperador, preocupante. Entretanto, a competência e a paciência da acadêmica Silvia Helena de Carvalho na condução dos trabalhos de instalação da ALB – Academia de Letras do Brasil, no Amazonas, derrubaram e ultrapassaram as barreiras e dificuldades que se formavam para a não instalação da seccional da Entidade, neste Estado.

Outro ponto relevante que merece ser destacado: o desejo obstinado e o comprometimento sincero de todos, para a concepção de um grupo acadêmico capaz de representar condignamente a ALB Amazonas.

Há anos, atento às novidades na área cultural brasileira, venho acompanhando e torcendo fielmente pelo crescimento da ALB, no território nacional. Em 27 de novembro de 2012, por exemplo, sugeri a instalação de uma seccional no Amazonas, em e-mail encaminhado à sua presidência, com o seguinte teor:

Ilustre Presidente Mário Carabajal,

Muito nos honrará poder contribuir para a instalação de uma seccional da Academia de Letras do Brasil – ALB, em nosso Estado do Amazonas.

Que DEUS a todos nos abençoe!!!

Saudações acadêmicas,

Raimundo Colares Ribeiro




No mês de março de 2015, o sítio da ALB Nacional trazia essa gratificante notícia:

ALB AMAZONAS – MANAUS

Em fevereiro de 2015, foi diplomada pela Presidência Nacional da ALB a escritora imortal Silvia de Carvalho, frente à ALB Amazonas – Manaus. A solenidade de instalação da nova seccional da ALB está prevista para o mês de julho de 2015. (...)

Mário Carabajal


Bravo!!! Finalmente, aproximava-se a instalação da primeira seccional da ALB, no Amazonas. Ciente da boa nova, em 9 de março de 2015, encaminhei, via e-mail, mensagem à presidência da ALB Nacional, com cópia para a acadêmica Silvia Helena de Carvalho, felicitando-os. Eis o texto:

À Academia de Letras do Brasil,

Nossas sinceras parabenizações ao Dr. Mário Carabajal, presidente nacional da Academia de Letras do Brasil – ALB, pela nobre iniciativa de trazer ao nosso Estado uma seccional dessa renomada Entidade literária. Congratulações extensivas à Dra. Silvia Helena de Carvalho, que estará à frente da ALB Amazonas – Manaus.

Que DEUS a todos nos abençoe!!!

Raimundo Colares Ribeiro
Presidente da Academia de Letras, Ciências e Artes do Amazonas – ALCEAR


De imediato, ainda no mesmo dia, 9 de março de 2015, o que muito me surpreendeu, a resposta da Dra. Silvia Helena de Carvalho dizia:


Alegrou-me seu contato. Poderíamos conversar e estreitar nossa amizade e conhecimentos?
Abraço,
Silvia Carvalho


Começava, a partir desse momento, o meu empenho pela instalação da ALB no Amazonas, aceitando, com muita honra, exercer o cargo de Secretário-Geral, até a instalação da Academia.

Na época, o BOLETIM LITERÁRIO NOTÍCIAS DA CORTE DO SOLIMÕES, em sua edição n.º 0008, referente a abril de 2015, noticiava:


ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL – ALB


A Academia de Letras do Brasil – ALB, primeira Academia Mundial da Ordem de Platão, politicamente ativa, organização internacional de cultura, está recebendo inscrições de escritores que tenham interesse em fazer parte do quadro acadêmico, no Amazonas.

São requisitos imprescindíveis residir em Manaus e ter publicado ao menos uma obra literária. Participações em antologias serão avaliadas. Os escritores inscritos serão selecionados e indicados para diplomação e posse, possivelmente no mês de julho de 2015, nesta Capital do Amazonas, com a presença do presidente nacional da ALB, o imortal Prof. Dr. Mário Roberto Carabajal Lopes.

A breve nota biográfica do escritor interessado deverá ser encaminhada até o dia 13 de maio de 2015, quarta-feira, para o e-mail: albseccionalamazonas@gmail.com, com cópia para colaresribeiro@zipmail.com.br.

Silvia Helena de Carvalho
Presidente da ALB Amazonas

Raimundo Colares Ribeiro
Secretário-Geral


Em duas outras edições do NOTÍCIAS DA CORTE, o convite foi endereçado aos intelectuais deste Estado. Reservadamente, na condição de Secretário-Geral, encaminhei, do mesmo modo, via e-mail, convites pessoais, nos limites e conteúdo a seguir:

Ilustre Escritor,

Tomei a liberdade de indicá-lo para fazer parte da Academia de Letras do Brasil – ALB, Seccional Amazonas, cuja instalação está prevista, inicialmente, para o mês de julho de 2015, nesta Capital.

Caso concorde com a indicação, solicito que me encaminhe, via e-mail, até amanhã, dia 22 de maio de 2015, confirmação do seu interesse em participar deste Sodalício.

Nos próximos dias, sob a presidência da escritora Silvia Helena de Carvalho, estaremos realizando a primeira reunião da ALB Amazonas, para definirmos as cadeiras, patronos, vestimenta acadêmica, padrinhos, homenageados, convites, coquetel, data e local da posse.

Necessário esclarecer que a ALB possui uma presidência nacional, sob o comando do Dr. Mário Roberto Carabajal Lopes. E, além das seccionais estaduais, conta também com algumas representações no exterior como, por exemplo, a ALB Suíça (albswiss.blogspot.com).

Sem mais para o momento, fico no aguardo de sua resposta.

Que DEUS a todos nos abençoe!!!

Saudações acadêmicas,

Raimundo Colares Ribeiro
Secretário-Geral


Em 6 de junho de 2015, reunimo-nos pela primeira vez, nas dependências do escritório do Dr. Rui Ribeiro da Silveira, que nos recebeu de braços abertos, juntando-se ao grupo e à ideia de fundarmos a ALB, no Amazonas. Uma sala ampla, destinada ao Curso Silveira de Oratória, de sua propriedade, ficou à disposição da Academia, aos sábados. A ata do nosso primeiro encontro acha-se, assim, redigida:

ATA DA PRIMEIRA REUNIÃO PREPARATÓRIA PARA A INSTALAÇÃO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL – AMAZONAS, REALIZADA NO DIA 6 DE JUNHO DE 2015


Às quatorze horas e trinta minutos do dia seis de junho de dois mil e quinze, na Av. Tefé, n.º 2.712, Bairro do Japiim, nesta Capital, estiveram reunidos sob a coordenação da escritora Silvia Helena de Carvalho os seguintes intelectuais: Raimundo Colares Ribeiro, Doroni Hilgenberg, Ruy Ribeiro da Silveira, Escilene Fernanda Silva Carvalho, Kátia Maria dos Santos Colares Ribeiro e Orange Ribeiro Cinque, para discutir a respeito da fundação da entidade cultural denominada Academia de Letras do Brasil, Seccional Amazonas (ALB – AM), sociedade civil sem fins lucrativos, destinada a desenvolver as letras no Estado do Amazonas. Com a palavra, a escritora Silvia Helena de Carvalho, que está designada pela presidência nacional da ALB para gerir os destinos da instituição no Amazonas, após agradecer a presença de todos, falou sobre os objetivos da ALB no Brasil e no mundo. Na sequência, foram tratados os seguintes assuntos: a) a Academia de Letras do Brasil, Seccional Amazonas (ALB – AM) atenderá às regras e procedimentos de seu estatuto e regimento, com jurisdição à presidência nacional da Academia de Letras do Brasil, atualmente sob o comando do acadêmico Dr. Mário Roberto Carabajal Lopes; b) ficou deliberado que todos os sócios presentes ao ato de fundação serão considerados fundadores; c) os sócios da ALB – AM terão um patrono, facultado sua escolha pelo acadêmico, devendo o nome do mesmo recair sobre um vulto das letras nascido no Brasil, e já falecido; d) em acordo consensual, cada sócio fundador colaborará com R$ 100,00 (cem reais), para as despesas com a viagem do presidente nacional da ALB, que se fará presente na solenidade de fundação, nesta Capital, no dia trinta e um de julho de dois mil e quinze; e) a próxima reunião ficou marcada para o dia vinte de junho de dois mil e quinze, sábado, às quatorze horas, no mesmo local.

Silvia Helena de Carvalho
Presidente

Raimundo Colares Ribeiro
Secretário-Geral

Doroni Hilgenberg
Ruy Ribeiro da Silveira
Escilene Fernanda Silva Carvalho
Kátia Maria dos Santos Colares Ribeiro
Orange Ribeiro Cinque


Ao efetivar, com êxito, essa reunião, em 6 de junho de 2015, plantamos a semente da Academia de Letras do Brasil, no Amazonas.

No sábado posterior, dia 13 de junho de 2015, tentamos nos reunir mais uma vez, contando com a presença da escritora Ierecê dos Santos Barbosa, mas, o calor intenso e a falta de energia, no Bairro do Japiim, fizeram com que declinássemos da reunião.


Depois, outras reuniões aconteceram, agora, na residência da poetisa Doroni Hilgenberg, na Av. João Valério, entre as ruas Recife e Maceió, evidentemente com a participação dos demais colegas acadêmicos. Durante a realização de uma delas, ocorreu a mudança da data de fundação, transferida para o dia 1.º de agosto de 2015.

Quanto ao fardão acadêmico, mensagem eletrônica da Secretaria-Geral esclareceu todas as dúvidas. Acompanhemos:


Ilustre acadêmico,

Em reunião da ALB Amazonas, sob o comando da presidente Silvia Helena de Carvalho, ficou definido que adotaremos o modelo do fardão utilizado pelos acadêmicos da Academia de Letras do Brasil, Seccional Minas Gerais.

BORDADOS DOURADOS DO FARDÃO ACADÊMICO

Os bordados dourados deverão ser confeccionados com a senhora Rosiane, na FABI MALHA, na Av. Epaminondas, n.o 352, esquina com a Rua 10 de Julho, Centro, Fones 99134-5280, 99182-0513 e 3342-9220.

Os bordados dourados mais a costura à mão no paletó custam R$ 200,00 (duzentos reais). Apenas os bordados dourados, R$ 170,00 (cento e setenta reais). Em ambos os casos, deve-se deixar 50% do valor como entrada.

MODELO FEMININO: paletó preto com os bordados dourados, calça comprida ou saia longa preta, sapatos pretos, camisa social branca e lenço verde.

MODELO MASCULINO: paletó preto com os bordados dourados, sapatos pretos, camisa social branca, gravata verde.

ATENÇÃO: O BORDADO É DEMORADO. PORTANTO, PARA NÃO HAVER ATROPELOS DE ÚLTIMAS HORAS, DEVE-SE ENTREGAR O PALETÓ NA FABI MALHA, NA BREVIDADE POSSÍVEL.

Que DEUS a todos nos abençoe!!!

Saudações acadêmicas,

Raimundo Colares Ribeiro
Secretário-Geral


Na sequência, um dos últimos pedidos aos acadêmicos, para o engrandecimento do evento de fundação da ALB Amazonas. Transcrevo:


Ilustre Confrade,

Haja vista a necessidade da apresentação do novel acadêmico na solenidade de fundação da ALB Amazonas, pedimos que nos encaminhe, na brevidade possível, o resumo da sua biografia atualizada, bem como os principais dados biográficos do seu patrono em, no máximo, uma página tamanho A4 (21 x 29,7 cm), com margens de 1,5 cm, em Microsoft Word, atendendo, ainda, as especificações de fonte Arial, tamanho 12, e espaçamento simples entre linhas.

Para a elaboração da ata de fundação / membros fundadores, entregar na próxima reunião, dia 11 de julho de 2015:
– Cópia do RG, CPF e comprovante de residência (água ou luz).

Que DEUS a todos nos abençoe!!!

Saudações acadêmicas,

Raimundo Colares Ribeiro
Secretário-Geral



No dia 1.º de agosto de 2015, às 20 horas, nas dependências do Auditório Belarmino Lins, anexo à Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), nesta Capital, aconteceu a solenidade de fundação da Academia de Letras do Brasil, Seccional Amazonas, que contou com a presença ilustre do seu presidente nacional, acadêmico Dr. Mário Roberto Carabajal Lopes.

A mesa diretiva compôs-se pelos acadêmicos Mário Roberto Carabajal Lopes, presidente nacional da ALB; Silvia Helena de Carvalho, presidente da ALB Amazonas; Armando Andrade de Menezes, presidente da Academia Amazonense de Letras; Leonardo Mississipe de Souza, presidente da Associação dos Escritores do Amazonas; e Lucilene Florêncio Viana, vice-presidente da Academia de Ciências Contábeis do Amazonas.

A apresentação da festividade solene esteve a cargo do acadêmico Raimundo Colares Ribeiro, cadeira n.o 7.

Durante o evento, tomaram posse como membros fundadores: Silvia Helena de Carvalho, Doroni Hilgenberg, Daura Nila Brasil Corrêa da Silva, Jorge Luiz dos Santos Barbosa, Luiz Aldir da Silva, Clério José Borges, Raimundo Colares Ribeiro, Kátia Maria dos Santos Colares Ribeiro, Escilene Fernanda Silva Carvalho, Lucivaldo Breves da Silva, Ierecê dos Santos Barbosa, Edilson Morais e Silva, Adelson Florêncio de Barros, Luiz Daniel Valente da Silva, Dayse Peixoto Maia, Augusto Fachin Terán, Solene Carvalho Esquerdo, Raimundo Gomes Lima, Isaac Ramos, Iraildes Caldas Torres, Paulo Eduardo Queiroz da Costa, Alberto Guido Valério, José Coelho Maciel, Auricléa Oliveira das Neves, Vânia Maria da Silva Pimentel, Maria Elisa Bessa, Rita Alencar e Silva, Lian da Silva Marinho, Maria de Belém de Oliveira Maués e Cecília Maria Rodrigues de Souza.





1.º DE AGOSTO DE 2016
PARABÉNS À ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, SECCIONAL AMAZONAS, PELO SEU PRIMEIRO ANIVERSÁRIO!!!

Que DEUS a todos nos abençoe!!!

Raimundo Colares Ribeiro
Membro fundador da ALB-Amazonas

domingo, 17 de julho de 2016

TROFÉU CULTURA
NOTÍCIAS DA CORTE




Às 10:30 horas do dia 16 de julho de 2016, no Espaço Cultural Francisco Antonaccio, na Rua Monsenhor Coutinho, n.o 527, Centro, nesta Capital, o BOLETIM LITERÁRIO NOTÍCIAS DA CORTE DO SOLIMÕES, em comemoração a sua 25.ª edição digital, homenageou personalidades da cultura do Estado do Amazonas.


HOMENAGEADOS

Senhora Raimunda Gomes Pinheiro, que representou o acadêmico
Ailton dos Santos Pinheiro, e Alberto Guido Valério


Acadêmicos Armínio Adolfo de Pontes e Sousa e
Cecília Maria Rodrigues de Souza


Acadêmicos Doroni Hilgenberg e
Ernani Garcia dos Santos

Acadêmicos José Corrêa de Menezes e
Gaitano Laertes Pereira Antonaccio

Acadêmicos Kátia Maria dos Santos Colares Ribeiro e
Júlio Antônio de Jorge Lopes


Acadêmicos Lucilene Florêncio Viana e
Leonardo Mississipe de Souza

Acadêmicos Valmir César Pozzetti, que representou a acadêmica
Maria de Fátima Brito Durães, e Maria de Belém de Oliveira Maués

Acadêmicos Gaitano Laertes Pereira Antonaccio, que representou
o acadêmico Urias Sérgio de Freitas, e Raimunda Gil Schaeken

Jovens da Igreja Cristã Evangélica do Alvorada


LIVRO REGISTROS DA ACADEMIA
DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS


Durante o evento, os acadêmicos da ACCA – Academia de Ciências Contábeis do Amazonas fizeram o lançamento do livro REGISTROS DA ACADEMIA DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DO AMAZONAS 2008 – 2015.

Acadêmicos da ACCA no lançamento do livro Registros da Academia

INFORMAÇÕES DETALHADAS SOBRE O EVENTO SERÃO POSTADAS NA EDIÇÃO N.O 38 DO NOTÍCIAS DA CORTE, NOS PRÓXIMOS DIAS.